Short roundtable RBCM: treinamento funcional

Musculação: crenças vs. evidências
18/04/2016
Bumbum na nuca?
01/06/2016

Cauê Vazquez La Scala Teixeira, Cássio Adriano Pereira, Marzo Edir da Silva-Grigoletto. Revista Brasileira de Ciência e Movimento, v. 24, n. 1, p. 200-206, 2016.

Resumo: O objetivo do estudo foi explorar informações gerais sobre treinamento funcional (TF), abrangendo conceito, características, ferramentas, controle de variáveis e carga, estado atual e perspectivas futuras. Foram convidados 13 autores com histórico de publicações nacionais sobre TF para responder 5 questões. Três aceitaram o convite. Concluiu-se que o TF é aquele que objetiva o aprimoramento equilibrado das capacidades biomotoras no intuito de garantir eficiência e segurança para o desempenho das atividades cotidianas. As características do TF se assemelham às funções cotidianas, sendo integrado, assimétrico, acíclico e multiplanar, no qual comportamento motor e equilíbrio entre capacidades biomotoras se destacam. Controle e progressão de cargas ainda carecem de evidências, sugerindo-se o uso de percepção de esforço, bem como as recomendações da literatura sobre heterocronismo da recuperação. A instabilidade apresenta vantagens como maior exigência neuromuscular para controle postural e de movimento, mostrando-se eficiente em aprimorar equilíbrio e desempenho funcional. Sua desvantagem é o prejuízo sobre o desempenho agudo de força, potência e velocidade. A ciência atual em TF tem explorado seus efeitos sobre ajustes morfofuncionais. Investigações futuras devem explorar o controle das variáveis, para minimizar a concorrência entre capacidades biomotoras distintas, bem como entender a eficácia do TF sobre a ótica da neurociência..

DOWNLOAD